Archive | Isso é Torcer RSS feed for this section

Nike “Ouse Ser Brasileiro” – Melhor comercial de futebol da história!

2 dez

Depois de muito mistério e teasers finalmente a Nike Futebol revelou seu novo filme – Ouse Ser Brasileiro, que para mim é o melhor comercial de futebol da história!!!

O filme mostra como cada jogador enxerga o jogo de um jeito diferente e, juntos, formam o time mais forte da história do futebol!!!

O Thiago Silva é o chefão da mafia, ninguém invade seu território.
O Paulinho joga como o craque da várzea.
O David Luiz é um super-heroi fodástico.
O Bernard joga contra GIGANTES.
E o Neymar tá fazendo a festa batendo aquela pelada na praia.

Confira o vídeo!!!

E os posters animais da campanha!!!

5433

nike-neymar

nike5

nike7

nike12

Isso é Torcer – Horto Magiko do Fluminense

29 ago

Um dos times brasileiros que menos apareceu aqui no Além do Placar é o Fluminense, então, fomos atrás de algo maneiro para falar do clube das Laranjeiras que não fosse o GOOOOOOOOOOOOOOOOOL DO BARCELONA e achamos o HORTO MAGIKO!

Para quem não sabe, o horto magiko é uma música da torcida do Panathinaikos da Grécia. Bom, a torcida do Flu foi lá e fez uma bela adaptação dessa música, utilizando balões e dando todo um toque de brasilidade e ziriguidum nela, confira:

Massa, né? Se liguem na letra, amigos:

Horto Mágico
Fluminense

Sooou
Sou tricolooor
Sou tricolor de coraçãoooo
Vim ver o flu
Meu grande amor
Graças a deus sou tricolor

Vamos fluzão
Vamos ganhar
Eu sou do clube tantas vezes campeão
Vim pra torcer
Vim pra gritar
E por você a vida inteira vou cantar

Vamos fluzão (vamos fluzão)
Vamos ganhar (vamos ganhar)
Eu sou do clube tantas vezes campeão (é campeão)
Vim pra torcer (vim pra torcer)
Vim pra gritar (vim pra gritar)
E por você a vida inteira vou cantar”.

Boa Flu!

No último Isso é TorcerInternacional canta Mamonas Assassinas.

Isso é Torcer – Internacional canta Mamonas Assassinas

16 ago

Tooooooodos sabemos que uma das torcidas mais apaixonadas do Brasil é a do Internacional de Porto Alegre! E a torcida do Inter faz a festa mesmo, o estádio dos caras está em obras e, meio aos tratores, sempre tem uma legião de colorados apoiando o time!

Lógico que os caras têm suas músicas, maaaaaas, a maioria delas é paródia de canções populares. Quem disse que isso é ruim?! Os caras decidiram homenagear a maior banda da história do planeta: Mamonas Assassinas!

Se liguem na música “Camisa Vermelha”, inspirada no clássico “Brasília Amarela”.

“Interr, estaremos contigooo
tu és minha paixão
não importa o que digam
sempre levarei comigoo:
.
minha camisa vermelha
e a cachaça na mão
o gigante me espera
para começar a festa
.
xalaialaiaa
xalaialaiaa
xalaialaiaa
você me deixa doidão.
.
xalaialaiaa
xalaialaiaa
xalaialaiaa
Inter do meu coração”

Muito louco, né? Praticamente tudo que homenageia os Mamonas Assassinas é legal!

No último Isso é TorcerMcDonald’s preto do Besiktas.

Isso é Torcer – McDonald’s preto do Besiktas

27 jul

Todos sabemos que uma das maiores rivalidades do futebol mundial é turca. Isso mesmo, turca!

O jogo em questão é o preto e branco do Besiktas contra o amerelo e vermelho do Galatasaray. A rivalidade entre as duas equipes é tão grande que fez o McDonald’s mudar de cor!

Perto do estádio do Besiktas, a rede de fast-food McDonald’s quis colocar sua lanchonete. Porém, encontrou um problema: suas cores, vermelha e amarela, não eram bem vistas entre os torcedores alvinegros do Besiktas. Desta forma, eles foram obrigados a mudar sua própria tradição e fizeram tudo em preto e branco

Muito louco né? Mas podiam ter mudado 100%! haha

No último Isso é TorcerO Green Hell do Coritiba.

Isso é Torcer – O Green Hell do Coritiba

18 jul

Em 2009, a torcida do Coritiba começou com uma ação muito maneira no estádio: criou o inferno verde, ou green hell.

Como? Os caras acendiam sinalizadores, seguravam alguns nas mãos e jogavam outros no campo, junto com fogos. Tudo isso com um Back in Black do AC/DC bombando! (Ah, só para avisar, a prática, apesar de manera, era ilegal: é probidasso jogar sinalizadores no gramado).

Olha como era bacana a festa, realmente assustava o adversário:

Em 2012, a torcida decidiu reeditar o Green Hell, mas dessa vez com luzes de balada e fumaça de gelo seco. Rolou até uma vaquinha da torcida para bancar a brincadeira: mais de 100 mil reais acumulados, é mole?

Pois a parada não funcionou. Na hora H, o “Green Hell Tecnológico” virou frustração. Por conta do atraso das equipes para entrarem em campo [foram 14 minutos ao todo – jogo estava previsto para começar às 21h50, mas a bola só rolou às 22h04], precisaram apressar a programação, o que impossibilitou o blackout e até a música Back in Black. As cortinas que cobririam os refletores do estádio por 24 segundos não desceram, e as luzes de balada na cor verde também não funcionaram, pelo menos no momento programado. Restou a fumaça artificial, essa, sim, desde antes do jogo saindo das máquinas, os sinalizadores convencionais, proibidos pela Fifa, e os fogos de artifício.

Se liguem nas imagens do que virou o Green Hell Tecnológico:

Resta saber se depois da frustração a torcida tentará de novo. O estádio fica muito maneiro, mas tem que executar direito, né?

No último Isso é TorcerAlém do Placar no Palmeiras x Coritiba.

Isso é Torcer – Além do Placar no Palmeiras x Coritiba

11 jul

Geralmente, postamos sobre ações maneiras feitas por diversas torcidas aqui no blog. Mas o post de hoje é especial: o Além do Placar esteve na primeira partida da final da Copa do Brasil entre Palmeiras x Coritiba, contaremos aqui como foi essa experiência!

O jogo era na Arena Barueri e, sair de São Paulo para Barueri no fim da tarde é sinônimo de MUITO trânsito. A galera que vai para o jogo se mistura com o pessoal voltando do trabalho e a situação fica bem caótica: levamos 3 horas e meia da Vila Mariana até a Arena Barueri.

Isso não quer dizer que o passei não foi divertido, pelo contrário, demos muitas e muitas risadas. O pedágio da Castelo Branco foi uma festa! Várias carros na fila começaram a soltar rojões! Todo mundo contribuiu para fazer um buzinasso palmeirense, vários carros bombaram músicas como o hino palmeirense, o dá-lhe porco, dá-lhe porco e doutor, eu não em engano: fdp é corinthiano! O nível do trânsito e da animação era tão grande que a galera desceu do carro e começou a sambar no meio da estrada.

A polícia também parou o trânsito várias vezes para abrir caminho para os ônibus das organizadas. Por mais que eles precisem estar lá, os outros torcedores também pagaram ingresso… não achei justo não, ficaria muito puto se perdesse o começo do jogo porque fiquei no bloqueio.

Quando finalmente chegamos perto do estádio, tivemos uma PUTA sorte: paramos no último estacionamento, que já estava quase lotado, fomos o penúltimo carro permitido a estacionar. Não sei o que o pessoal sem vaga fez, as intermediações do estádio estavam fechadas e acho que tiveram que voltar para a estrada.

De lá, uma caminhada de 5 minutos até a Arena Barueri. Tomamos uma breja no caminho, é claro! Chegamos no estádio as 9:40 da noite e, enquanto a segunda cerveja descia o gogó, uma tristeza.

Ouvimos barulho de bombas e balas de borracha, umas 200 pessoas começaram a correr do nada. A gente fugiu, é claro! A coisa se acalmou um pouco e, mais uma vez do nada, mais bombas e tiros, dessa vez com policiais em cavalos dando cacetadas… Pânico, não vimos nada de perto, mas morremos de medo do que poderia acontecer. Pelo o que ouvi depois, parece que rolou uma mega-treta, ainda bem que escapei mas que tudo esteja bem com quem se machucou… LAMENTÁVEL!

Entramos logo para o estádio antes de tomar um tiro naquele fuzuê. Apesar de comprar lugar marcado, ninguém respeita, as cadeiras nem têm número, por exemplo. Chegamos quando as equipes estavam entrando em campo e, pelo atraso, pagamos caro: só conseguimos lugar perto da torcida do Coxa e lá pela terceira fileira, ou seja, não dava para ver muita coisa do outro lado do campo e a noção de profundidade era zero.

A torcida do Coxa até que fez barulho, mas assim que o Palmeiras começou a cantar, a parada ficou pequena para eles. É lindo ver a torcida palmeirense feliz novamente, parece que acordou de um coma dos últimos 12 anos!

O jogo favorecia o Coritiba, que jogava muito melhor. Mas aí veio o 1×0 de pênalti no final do primeiro tempo. Que alegria Palmeiras!

No intervalo, as torcidas do Palmeiras e Coritiba foram ali para a intersecção e se provocaram. Como bem disse meu amigo, “parecia cachorro preso na coleira”, apesar dos 12 policiais, se soltassem ali ia dar MUITA merda.

O jogo voltou e o Coxa continuou melhor, mas a torcida do Palmeiras dava show. Bandeirões, as tradicionais faixas e muitos, muitos gritos! Com o 2×0 então, nem se fala, tomamos conta de toda a acanhada Arena Barueri!

O vídeo abaixo mostra um pouco do clima e da emoção palmeirense, e olha que nesse lance o Marcos Assunção não fez o gol de falta.

No fim, deu palmeiras! Mega alegria! Saí rapidinho do estádio para não pegar trânsito e deu certo! Em 20 minutos estava em São Paulo, ali no Mc Donald’s da Panamericana. Vários palmeirenses foram para lá também.

Mega alegria e um pelo passo ao título dado, apesar de nada estar definido, já que o Coritiba foi melhor e o Palmeiras mais eficiente. Grande alegria estar lá para apoiar o time! Isso é Torcer, com o Além do Placar em campo!

No último Isso é Torcer – Liverpool, You’ll never walk alone.

Não esqueça de nos seguir no twitter para receber todas as novidades do Além do Placar em primeira mão.

Isso é Torcer – Liverpool, You’ll never walk alone

3 jul

Teeeeeeeeeerça-feira e o Além do Placar já começa o dia arrepiado. Vamos direto para o Isso é Torcer, falando hoje sobre uma das torcidas mais apaixonadas da Inglaterra: Liverpool.

O time vermelho da terra dos Beatles realmente tem uma legião apaixonada de fãs que não conseguem deixar a música de lado! Uma das canções mais famosas dessa torcida é You’ll never walk alone, que, por sinal, não é dos Beatles, mas de outro ícone do Rock: Elvis Preasley!

Olha, é arrepiante ouvir os fãs do Liverpool cantando:

When you walk through a storm
hold your head up high
And don’t be afraid of the dark.
At the end of a storm is a golden sky
And the sweet silver song of a lark.
Walk on through the wind,
Walk on through the rain,
Tho’ your dreams be tossed and blown.
Walk on, walk on with hope in your heart
And you’ll never walk alone,
You’ll never, ever walk alone.
Walk on, walk on with hope in your heart
And you’ll never walk alone,
You’ll never, ever walk alone.

Na hora dessa música, o estádio é tomado por cachecóis vermelhos e brancos. Essa música traduz muito bem o espírito do torcedor do Liverpool, tanto é que seu refrão está gravado na porta do Anfield, estádio do clube.

Confira o vídeo de You’ll never walk alone cantado com toda a força do pulmão:

No último Isso é Torcer – Mosaicos do Corinthians.

Não esqueça de nos seguir no twitter para receber todas as novidades do Além do Placar em primeira mão.

%d blogueiros gostam disto: