Craque é Craque – Nedved, o Tcheco Tchaca-Tchaca na Butchaca

20 ago

Sabadão, dia de Craque é Craque, dia de homenagear um cara que fez chover na Juventus de Turim da Itália: Pavel Nedved, o tcheco tchaca-tchaca na butchaca!

Pavel Nedved era um meia que se destacou por causa de sua técnica, raça e muita movimentação em campo. Era um excelente jogador em bolas paradas e tinha um chute poderoso, forte pra cacete, com as duas pernas.

Foto: Negócios do Futebol

Nedved começou sua carreira na própria República Tcheca. Seu primeiro time foi o Dukla Praga. Ficou um ano no clube e logo foi para o Sparta Praga onde conseguiu destaque ganhando o Campeonato Tchecoslovaco(92-93), o Campeonato Tcheco(93-94, 94-95), e a Copa da República Tcheca de 1996.

Tamanho destaque fez com que propostas surgissem. Nedved decidiu acertar sua transferência do Sparta Praga para Lazio da Itália em 1996. Lá, consquistou a Copa da Itália(97-98, 99-00), a Série A(99-00), a última Recopa Europeia da história realizada na temporada 98-99, a final foi realizada contra o Real Mallorca – Espanha, e Nedved marcou o último gol do torneio na vitória de 2-1 da Lazio.

Até que Nedved acertou sua transferência para a Juventus em 2001, por uma quantia de €41 milhões. Sua tarefa? Substituir Zinédine Zidane, que tinha se transferido para o Real Madrid. Tenso.

Foto: Wikipedia

Ficou de fora da decisão da Liga dos Campeões 2002-03, por causa de cartões amarelos, a Juventus perderia o jogo contra o Milan na disputa de pênaltis. Muitos dizem que se ele estivesse em campo, a história seria diferente. Como consolação, ganhou a Bola de Ouro pela revista France Football, o prêmio individual mais respeitado na Europa.

O sucesso na Juve era grande, como diz meu amigo, “naquela época era só o Buffon defendendo, Del Piero driblando e Nedved chutando no ângulo”.

Só que na temporada 2005-06 a Juventus caiu para a Serie B após um escândalo de arbitragem. O futuro de Nedved, Del Piero, Buffon e Trézéguet, entre outros craques, foi posto em dúvida. Pois eles encerraram os rumores e ficaram no clube de Turim. Deu certo, o time venceu a séria B e voltou à elite do futebol italiano.

Foto: Football Pictures

Em 2009, no último jogo da carreira disputado em Turim contra a Lazio, Nedved teve atuação mais do que regular, dando a assistência para o segundo gol de Del Piero, finalizando muito, acertando a trave e dando trabalho ao goleiro adversário.

Pavel Nedvěd foi ovacionado pela torcida “bianconeri” ao ser substituído perto do final da partida, merecidamente.

Nedved era um jogador completo. Seu futebol encantava aos críticos e maravilhava as torcidas. É considerado um dos maiores jogadores da história e o maior jogador tcheco de todos os tempos. Seu ritmo de jogo, determinação, raça, disposição e objetividade transformaram Nedved em um dos maiores ídolos da Juve.

Os melhores lances dele, você confere aqui:

No último Craque é Craque – Dennis Bergkamp

Não esqueça de seguir a gente no twitter ou de olhar os outros posts

Anúncios

Uma resposta to “Craque é Craque – Nedved, o Tcheco Tchaca-Tchaca na Butchaca”

  1. Edson 08/20/2011 às 5:49 PM #

    Depois do Pelé, melhor jogador que já vi!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: