#copa2014suja – Até quando?

14 jul

Esse é um post especial. É um apanhado sobre tudo o que se falou sobre os bastidores da Copa de 2014, no Brasil, que decidimos merecer ser ouvida por mais e mais pessoas. O que você lerá é de embrulhar o estômago e envergonhar todos os brasileiros. Como são assuntos delicados, aviso que as fontes de todas as informações são a ESPN, Revista Piauí e o repórter Cosme Rímoli, da Record, todos os quais acredito estar tão chocados como eu.

Em primeiro lugar, estaremos prontos para a Copa? O Brasil foi escolhido como sede em 2007, estamos na metade de 2011 e, até agora, muito pouco foi feito. O estádio de São Paulo não passa de um terreno, o aeroporto de Natal, que está sendo construído para a Copa, só ficará pronto 6 meses depois do mundial. 6 meses!

Aeroporto de Natal com obras atrasadas

Como combater isso? Acelerando os processos para as obras. Criaram a Medida Provisória 527. Resumidamente, o que ela faz é conceder à Fifa e a Ricardo Teixeira, presidente do comitê organizador da Copa e da CBF, poder para alterar projetos e refazer preços de obras da Copa de 2014. E mais, o governo incluiu a manutenção do sigilo do orçamento, não só para Mundial de futebol como para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016. Mas e a transparência? Confira a lista dos deputados que aprovaram essa media aqui.

#copa2014suja

Com essa medida, fica fácil maquiar corrupção. A previsão de gastos em 2007, quando ganhamos o direito de receber a Copa, era de R$2 bilhões para 18 sedes. Em janeiro de 2011, a previsão já era de R$5,6 bilhões, para 11 sedes, sem contar com o custo do Itaquerão, estádio de São Paulo. Agora, a previsão já chega à R$7 bilhões. Dinheiro que será gasto e não deixará uma legado positivo em nenhum lugar a par do futebol e e turismo, como se a saúde e educação não fossem problemas no país.

E mais: nunca se viu estádio tão caros no mundo inteiro! Confira a lista de preço por estádio da Copa de 2014:

Estádios da Copa do Mundo de 2014, 9 públicos e 3 particulares:

Arena da Baixada (PR)*: R$ 220 milhões, 42 mil lugares
Beira Rio (RS)*: R$ 270 milhões, 60 mil lugares
Arena Pantanal (MT): R$ 342 milhões, 43.600 lugares
Estádio das Dunas (RN): R$ 400 milhões, 45 mil lugares
Castelão (CE)*: R$ 452,2 milhões, 66 mil lugares
Arena Amazônia (AM): R$ 499,5 milhões, 44.310 lugares
Arena Pernambuco (PE): R$ 532 milhões, 46 mil lugares
Fonte Nova (BA): R$ 591 milhões**, 65 mil lugares
Itaquerão (SP): entre R$ 700 milhões e R$ 1,07 bilhão, 65 mil lugares
Mané Garrincha (DF): R$ 671 milhões, 71 mil lugares
Mineirão (MG)*: R$ 743,4 milhões, 69 mil lugares
Maracanã (RJ)*: R$ 1,1 bilhão, 76 mil lugares

Fonte: Portal 2014

Agora, comparem isso com as modernas arenas particulares que estão sendo construídas pelo Palmeiras e Grêmio, ambas nos padrões da UEFA e FIFA, ou seja, aptas a receber jogos de Copa do Mundo.

Grêmio Arena: R$ 400 milhões, 60 mil lugares
Novo Palestra Itália (SP): R$ 300 milhões, 45 mil lugares

Reparem que com a diferença do “entre” do Itaquerão, dá pra construir mais um estádio do Palmeiras… O que fica disso? Uma copa que vai sair, mas vai ser tudo no jeitinho, tudo maquiado, tudo cheio de problemas…

Sanchez com Lula

Então começa o caso Itaquerão. O presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, aproximou-se de Ricardo Teixeira e Lula. Era entendimento comum que o Morumbi seria o estádio de São Paulo, mas aí o dirigente do São Paulo, Marco Aurélio Cunha, brigou com Ricardo Teixeira. Num piscar de olhos, o Morumbi ficou cheio de problemas, o estádio que só precisaria de uma reforma, agora teria que ser demolido. Meio a isso, a aproximação de Sanchez com Lula rendeu um estádio de R$300 milhões para o Corinthians, financiado pela Odebrecht.

O São Paulo briga com a CBF e o Clube dos Treze. O Morumbi é descartado e começa a pressão de Lula, Sanchez e Teixeira pelo Itaquerão. O Governo de São Paulo era o único mantendo uma posição forte de não gastar dinheiro público em estádios, que é o CORRETO. Mas, em uma época onde 70% da população de São Paulo não aprova dinheiro público na construção de estádio, São Paulo perde a Copa das Confederações e o Centro de Imprensa. O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin e o prefeito Gilberto Kassab ficariam marcados como os homens que deixaram São Paulo fora da Copa, acabando com suas carreiras politicas.

A definição da abertura da Copa passa para Outubro, Sanchez, Lula e Teixeira têm tempo para levantar o Itaquerão. Mas o estádio de R$300 milhões, agora custa R$1 bilhão. Eu disso, R$ 1 bilhão!
Kassab arruma uma insenção de impostos para o estádio, R$420 milhões, a maior da história de São Paulo. O BNDES arruma mais R$300 milhões para o Corinthians. E Teixeira, Lula e Sanchez acham que o Governo do Estado tem que financiar mais R$360 milhões…

Alckmin foi até o Rio de Janeiro correr atrás de Ricardo Teixeira. Perdeu-se completamente a noção de autoridade. Quando o governador de São Paulo corre atrás do presidente da CBF, alguma coisa está errada. Na verdade, muita coisa.

Itaquerão hoje

Meio a toda essa briga. O vereador e ex-judoca Aurélio Miguel tenta fazer algo de bom pelo país. Atrasou as votações de isenção de impostos para o estádio, abriu CPI e continua tentando levantar um movimento contra as safadezas da Copa.

Ele diz “inventaram essa história de que a zona leste não crescerá sem o estádio. Isso é de revoltar qualquer um. Há projetos de incentivo a Itaquera antes mesmo de alguém pensar em Copa no Brasil. É possível investir em escolas, estradas, saneamento básico, sem estádio.”.

Quando perguntado quando esse investimento todo retornará à cidade. Aurélio foi direto “Vou falar de maneira clara para as pessoas entenderem. Só quando o estádio do Corinthians render R$ 30 bilhões esse dinheiro voltará para os cofres públicos. É a mesma coisa da arrecadação de um ano de impostos de São Paulo. Esse dinheiro não voltará nunca mais.”

O presidente da CBF, Ricardo Teixeira

No alto de tudo isso, Ricardo Teixeira ri. O presidente da CBF foi acusado bruscamente pela Record, com denúncias sobre esquemas de corrupção e propina. Sabem o que ele disse? “Quanto mais tomo pau da Record, fico com mais crédito com a Globo”. A Globo que não se manifesta e lidera a opinião pública do país.

O presidente da CBF também foi acusado pelo jornalista inglês Andrew Jennings, da BBC Londres. Sua resposta foi chocante “Em 2014, posso fazer a maldade que for. A maldade mais elástica, mais impensável, mais maquiavélica. Não dar credencial, proibir acesso, mudar horário de jogo. E sabe o que vai acontecer? Nada. Sabe por quê? Porque eu saio em 2015. E aí, acabou”.

Pensa que manda no país, pior, o deixam mandar. São 22 anos na CBF. 22 anos onde uma seleção fica cada vez mais distante do país. E agora a Copa é dele, não de nós brasileiros.

Divulgue essa mensagem, esse post. O Brasil merece saber sobre tudo isso, é dever do Além do Placar defender a alegria do futebol, mas é também dever de todos os brasileiros defender um país honesto, justo e correto. Chega de escândalos. Basta.

#copa2014suja #ForaRicardoTeixeira

Anúncios

6 Respostas to “#copa2014suja – Até quando?”

  1. É nois ! 07/14/2011 às 8:38 PM #

    Você só pode estar de brincadeira se realmente acredita nisso que escreveu. Esse Aurelio Miguel nunca fez nada a não ser perder a candidatura a presidente do São Paulo futebol Clube e exatamente por ser são-paulino que tentou arrumar essa confusão. É muito cara de pau dele dizer que se preocupa com Itaquera ou com a cidade de São Paulo. Claro que a região da zona leste será beneficiada com o estádio do Corinthians lá. Quanta babaquice num só texto !

    • Vitor Amos 07/14/2011 às 11:38 PM #

      Fala cara, respeito sua opiniâo. Mas lembro que o Aurelio Miguel foi contra a mudança da futura estaçâo de metrô do morumbi para as redondezas do estadio. Mas cada um tem sua opiniao, agradeço a visita, antes de tudo, o objetivo desse texto é levantar conversas.

      Abraços!

  2. Rancho 07/21/2011 às 10:41 AM #

    A verdade é que no Brasil quem tem poder faz o que quer. O Ricardo Teixeira, Sanchez e Lula estão se lixando para os contribuintes. Vão fazer estádio, copa e muito mais somente porque há interesse deles. BRASIL é uma vergonha e a única coisa que podemos fazer é ir embora pra outro país mais decente.

    • Vitor Amos 07/21/2011 às 12:13 PM #

      Real, cara. Puta decepção, né? Continue aqui no blog que traremos mais algumas novidades do que acontece por baixo dos panos, além de toda a alegria do futebol que é o marco do Além do Placar.

      Abraços!

  3. marcelo 08/12/2011 às 11:50 AM #

    É, eu sempre digo, estarei velho e o PT não sairá do poder, pq? Simplismente porque eles preferem “Emburrecer” o povo, ao invés de instruí-lo, ficar inteligente no brasil é uma ameaça a essas máfias, LULA é o PT, Ricardo Teixeira a CBF, é ele quem manda, Globo é da mesma máfia, tudo isso farinha do mesmo saco, quem pode boicotar somos nós, mas como eu ja disse, o comodismo toma conta e assim vai ficar, O clube dos 13 presididio por Fábio Koff que era contra o Ricardo teixeira tbm se extinguiu, agora não tem quem lute contra, e o futuro vai ser assim, nas mãos dos mesmos mafiosos

Trackbacks/Pingbacks

  1. Fora de Campo – O Juiz que Arrasa Corações « - 07/22/2011

    […] No último Fora de Campo – #copa2014suja – Até quando? […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: