Craque é Craque – Alex, o camisa 10 cabeção

7 maio

Alex é mais um dos grandes jogadores que o futebol resolveu pregar uma peça e deixar de fora de uma Copa do Mundo. O camisa 10 canhoto sofreu uma grande ironia do destino, mas que mesmo assim não mancha sua belíssima carreira. alex craque é craque alem do placar fernerbahce palmeiras cruzeiro

Nasceu e iniciou sua carreira no Curitiba, onde obteve destaque o suficiente para ser contratado pelo Palmeiras de Luis Felipe Scolari, o Felipão, em pleno 1997, ainda na época Palmeiras Parmalat.

No alviverde imponente, Alex teve muito sucesso. Ganhou os títulos de Copa Mercosul (98), Copa do Brasil (98), Libertadores da América (99) e Torneio Rio-São Paulo (2000). Em 141 jogos, foram 78 gols.

Passou rapidamente pelo Flamengo e Cruzeiro até voltar ao Palmeiras e realiazar uma das maiores façanhas de sua carreira: o gol que aplicou sobre o São Paulo em 2002, onde deu dois chapéis incríveis, um deles em cima do goleiro Rogério Ceni.

Após rápida passagem pelo Parma da Itália, voltou ao Cruzeiro onde foi campeão Mineiro, da Copa do Brasil e Brasileiro, conquistando a tríplice-coroa!

De lá foi para o Fernerbahce da Turquia, onde joga até hoje e tem status de ídolo, já foi até oferecido um contrato vitalício. Pela seleção brasileira, foram 68 jogos e 20 gols, além de sua maior frustração: não foi convocado para a Copa do Mundo de 2002, mesmo estamos presente em quase todas convocações… triste.

Wagner Patti, jornalista de ESPN Brasil, escreveu uma vez sobre o que é ser um jogador de futebol canhoto, acompanhe:

“Ser canhoto é… colocar a bola onde quer; dar o passe na medida; meter no ângulo, onde dorme a coruja; chutar cruzado na cobrança de pênalti; cruzar na cabeça do centroavante; armar o jogo; dar rolinho, caneta, tabelar; orquestrar; cobrar falta no contrapé do goleiro; ser diferenciado; virar o jogo; criar; tocar de calcanhar; bater o escanteio na marca da cal, chutar de peito de pé, de trivela, sair para o abraço; mensurar o imensurável; conduzir; ser ovacionado, aclamado; respirar… Respirar… Canhoto é… Ser sucesso de público e crítica; voltar a virar o jogo; antecipar o marcador; ser preciso; receber agradecimentos dos companheiros; lançar o ponta na corrida; usar o pé direito para acelerar o carro; ser invejado; não perder o controle; deixar o atacante na cara do gol; infiltrar; triangular; matar no peito e por a bola no chão; ter uma canhota potente e fatal; ser parabenizado pelo adversário; ter consciência de seu talento; despertar interesse de outros clubes; puxar o ataque; levantar a cabeça; antever a jogada; racionar; construir; inventar; imaginar; desfilar em campo; ser temido; dominar a situação; reger; ditar o ritmo; finalizar; vestir a 10.”

E aqui deixo vocês com alguns lances de Alex, camisa 10 cabeção. E Canhoto com “C” maiúsculo.

No último Craque é Craque – A lenda de Allejo

Não esqueça de seguir a gente no twitter ou de olhar os outros posts

Uma resposta to “Craque é Craque – Alex, o camisa 10 cabeção”

Trackbacks/Pingbacks

  1. Rabiscou! – Alex vs SPFC « - 08/24/2012

    […] do futebol brasileiros. Porém, mais importante do que glória e seleção brasileira, o canhotinho apareceu no Além do Placar, aí […]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: